jusbrasil.com.br
28 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região TRT-24: 0025969-38.2015.5.24.0021

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
2ª TURMA
Publicação
18/09/2017
Relator
RICARDO GERALDO MONTEIRO ZANDONA
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

COISA JULGADA. NULIDADE INEXISTENTE.

A reversão da justa causa para dispensa imotivada em processo anterior, por si, não configura reconhecimento da ocorrência de dispensa discriminatória. A análise do motivo da rescisão para a configuração ou não da dispensa discriminatória não viola a coisa julgada. Recurso não provido. DISPENSA DISCRIMINATÓRIA. NÃO CARACTERIZADA. A prova testemunhal corrobora a tese patronal de que a dispensa foi motivada pela briga da reclamante com outra funcionária e não decorrente de sua enfermidade. Dispensa discriminatória não configurada. Recurso não provido.
Disponível em: https://trt-24.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/502257919/259693820155240021

Informações relacionadas

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO DE REVISTA: RR 1000998-63.2017.5.02.0069

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região
Jurisprudênciahá 4 anos

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região TRT-1 - RECURSO ORDINÁRIO: RO 01001952320165010246 RJ

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciaano passado

Tribunal Superior do Trabalho TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA: AIRR 357-38.2017.5.09.0121

Carla Priscilla de Pontes, Advogado
Modeloshá 4 anos

[Modelo] Reclamação Trabalhista

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região
Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região TRT-1 - RECURSO ORDINÁRIO: RO 01000134420185010221 RJ